Felicidão e Solidade.

Depois de um tempo convivendo diariamente com a solidão, a gente se acostuma. Eu me acostumei a passar o dia só, com minhas músicas, meus livros, minhas experiências culinárias, minha yoga caseira experimental e meu xadrez contra o computador. Me acostumei a ir ao cinema sozinha, me acostumei a rir e falar comigo mesma sem me importar que estejam me chamando de esquizofrênica. Me acostumei a chorar baixinho no banheiro enquanto tiro a sobrancelha (porque assim fico vermelha uma só vez), me acostumei a comer sozinha no balcão da cozinha e a tomar iogurte com a porta da geladeira aberta, para não ter que abri-la de novo caso eu queira repetir.

Mas depois de passarmos tantos bons momentos juntas - eu e a solidão -, eu me tornei uma amiga ingrata.  Eu não apenas a abandonei, como a troquei por sua maior rival:  a felicidade. Deixei a solidão jogada às moscas e fui viver o bem-me-quer que alguma flor me reservou. Me sinto culpada por não me sentir culpada, mas não posso (jamais) negar o quanto a felicidade me tem sido uma ótima companheira.

Deixo aqui, portanto, minhas sinceras desculpas à solidão. Mas peço que não venha mais me ver. Descobri que somos diferentes demais, e que nossa amizade foi apenas um engano.

20 comentários:

César Fernández disse...

Legal é pensar em felicidão como um aumentativo (:

Lucas; disse...

e eu espero que a solidão não seja o famigerado amigo-chiclete.
:)

Marcelo Mayer disse...

na solidão eu me encontro sempre

Erica Ferro disse...

Lembrei de uma música: "Os dias que eu me vejo só são dias Que eu me encontro mais e mesmo assim Eu sei também existe alguém pra me libertar..."
A solidão ensina e proporciona um encontro com a gente mesmo. A felicidade liberta e nos arranca sorrisos e nos conquista. A gente vira amante da felicidade e esquece a solidão, que no fim nem é tão ruim assim.

Um abraço, querida Natália.

Madame Morte disse...

A felicidade é como aqueles amigos, que só vêm falar com você quando você tá com dinheiro pra pagar bebida pra eles.A solidão, é sempre companheira, amante, irmã.

E no final, acaba sempre com uma imagem ruim.Felicidade trai.Solidão não.

"Tristeza não tem fim
Felicidade sim."

Tom Jobim.

Iasminne Fortes disse...

Em determinados momentos, gosto da solidão. Mas, às vezes, sinto um medo dela imenso e me vejo numa busca insana pela felicidade. Sempre!

adorei o texto! Beijo

carla l. disse...

A solidão é uma companheira fiel, aquela que sempre vai estar lá quando você quiser (ou quando não tiver alternativa mesmo). Já a felicidade é mais incosntante, vai e vem quando dá na telha, deixando um gostinho de quero mais.
Não desprezo nenhuma das duas e não acho que devam ser desprezadas, apenas acredito que cada uma tem seus benefícios e seus malefícios. O que é muito natural.

Bertonie disse...

É, pior que eu, bertonie, me vejo amigo da solidão :/

Pantera disse...

Solidão todo o tempo é realmente algo horrível, mas ficar sozinho de vez em quando ajuda a pensar melhor.

http://paralaxehiperbolica.blogspot.com/

Mikaele Tavares disse...

Nossa...que massa seu blog...
A solidão é importante para nos conhecermos melhor, mas não é bom termos a sua companhia por um longo período de tempo...Que bom que encontrou a Felicidade!

Emerson Souza disse...

Tadinha da solidão, esta fadada a conviver com a ingratidão.
Bjus.

Jaime Guimarães disse...

Eu não sei se ainda é FELIZMENTE ou INFELIZMENTE, mas o fato é que ando muito amigo da solidão. Tenho bons momentos com ela, claro, mas às vezes, como todo relacionamento em que estamos juntos o tempo inteiro, há momentos de desgaste...não por ela, que é possessiva, mas por mim, que tento exercitar essa ingratidão. No momento não estou conseguindo. O medo é não conseguir nunca. Quién sabe?

( Sim, realmente gostei daqui e eu agradeço a sua visita e comentário lá no blog, nem precisava se incomodar, foi realmente muito gentil. Bj)

Franciele Schaefer disse...

Adorei o blog! Mesmo!

Flor disse...

Quem te apresentou à felicidade?!?!


Eu ainda nã aprendi ser sozinha, não conheço a solidão, nem faço questão... E o motivo mais simples é que eu sou doida por gente, adoro pessoas, e adoro a vida...

Um beijo.

Mais um imundo no mundo impuro. disse...

Que atitude imunda...
Tô conigo e não abro!

Mais um imundo no mundo impuro. disse...

contigo*

Mariah disse...

eu cuido da solidão. afinal é a única amiga que resta quando todo mundo te vira as costas.

Rafael disse...

ahUaHuaH
Muito bom, Natália!!!!
Manda a solidão se fuder.

D i c a disse...

Solidão é uma das minhas palavras favoritas, uma das mais bonitas. Só perde pra dor.

Luana Gabriela disse...

Ah, não acho a solidão e a felicidade inimigas. Acho que é possível que estejam juntas. Assim como é possível que o amor e a solidão a dois também. Vá saber, esses sentimentos são muito sociáveis, nunca estão sozinhos.

Bjos