Exercendo a raiva

Eu queria conseguir ficar com raiva. Sei não é saudável, sei que a irritação não resolve problema algum. Mas às vezes as pessoas me dizem coisas, e fazem coisas, e me fazem sentir coisas que eu não gostaria de sentir. E nesses momentos eu sinto raiva, sinto vontade de gritar tão alto que poderia quebrar todas as vidraças de todos os lugares. Mas basta uma desculpa - mal pedida ou mal dada - para eu esquecer o que foi dito e feito, para eu esquecer quem foi o causador do mal que eu ainda sinto. Porque a sensação de raiva vai embora, mas a sensação interna de dor permanece.
É natural que as feridas levem tempo para curar, que o perdão exija tempo para se consolidar - mas não pra mim. Tudo é rápido demais, e quase tudo que é rápido demais é mal feito. Então eu fico com um corte mal suturado no peito, e um perdão mal concedido na alma. E isso vai me desgastando aos pouquinhos, como uma bexiga que vai se enchendo de ar, mais e mais, até que um dia ela estoura. E o estrago é maior pra todo mundo.

8 comentários:

Vinícius Remer disse...

Tenho raiva também, mas é muito difícil me tirar do sério. As vezes me sinto, também, como uma bexiga, prestes a estourar.
;**

Marcelo Mayer disse...

existe um botão que se chama "foda-se"
comigo funciona. e tem a opção de "apenas dar satisfação com quem se preocupa comigo. quem me julga foda-se mesmo"

Cristiano Contreiras disse...

Muita poesia e beleza aqui, gostei do tom do blog! ;))

César Fernández disse...

Desculpa.

Angelo A. P. Nascimento disse...

Muito bacana tudo isso!
Vc escreve bem.
Acho que esse sentimento de irritação e imperfeição de conclusões todo mundo experimento.
julgo vc inocente!
Abração

Erica Ferro disse...

Poxa... :S
Já eu sou bem estourada, meu mal é falar o que eu penso, de verdade.
Esse meu modo de falar tudo o que eu sinto e penso do mundo e dos outros sempre e sem muito medir um dia me leva à solidão. Mas, que seja!

Belo post, como sempre.

Beijo.

Madame Morte disse...

Raiva dá sensação de força, que talvez na hora você não tenha, mas existe.Raiva cultiva-se, e assim como plantas, floresce, ímpeto é vida, oposição é vida.

O botão do foda-se é o mesmo do piloto automático.

Tatiane Trajano disse...

Nos momentos de raiva eu aperto o play e: FODA-SE!